NO AR

AVIVAMENTO NA MADRUGADA

Com:
Horário: 00:00 - 06:00
BATE PAPO

TOP MÚSICA
  • 1
    Nome do artista

    Nome do artista

    Nome da música 01
  • 2
    Nome do artista

    Nome do artista

    Nome da música 02
  • 3
    Nome do artista

    Nome do artista

    Nome da música 03
  • 4
    Nome do artista

    Nome do artista

    Nome da música 04
  • 5
    Nome do artista

    Nome do artista

    Nome da música 05
AGENDA
PUBLICIDADES
Curta nosso Facebook

TWITTER
REDES SOCIAIS
            
ESTATÍSTICAS
   Visitantes:  2468
    Usuários Online:  2
 

Notícias » Brasil

27 de Setembro de 2017
Senado articula para barrar decisão do STF que suspendeu Aécio
Clique para ampliar

Tão logo o Senado seja notificado da deliberação da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) que determinou o afastamento de Aécio Neves (PSDB-MG) do Congresso Nacional e ordenou o recolhimento noturno do tucano, senadores pretendem questionar o poder da Suprema Corte para suspender um mandato parlamentar. A senadores que o procuraram para prestar solidariedade, Aécio demonstrou abatimento e chegou a dizer que "nem nos piores pesadelos passou por momentos como este".

Nos bastidores, senadores têm conversado sobre a possibilidade de a comunicação do STF ser submetida à votação e, daí, ser rejeitada pelo plenário do Senado. Seria a segunda vez em que a casa legislativa não obedeceria uma decisão do Supremo: a primeira foi em dezembro do ano passado, quando da notificação de Renan Calheiros (PMDB-AL), que, à época, era presidente do Senado.

"Alguém me diga onde está na Constituição essa possibilidade de afastar um parlamentar do mandato que eu me silencio", disse o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB).

Desde o anúncio da decisão da Primeira Turma do STF, senadores de vários partidos passaram a trocar telefonemas para avaliar o cenário político. Para alguns parlamentares, ao incluir o recolhimento noturno para Aécio Neves, a primeira turma acabou por criar uma situação análoga à prisão domiciliar. Esta é a discussão que deverá ser travada no plenário do Senado quando a notificação por lá chegar.

 

"Ou seja, o senador Aécio recebeu uma sentença antes de ser julgado", disse um senador. 

Isso aconteceu quando o STF decidiu pela prisão do senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS). Na ocasião, houve um debate rápido e o plenário do Senado acabou confirmando a prisão do senador no exercício do mandato – o que levou alguns a questionar a decisão, como Renan Calheiros e Romero Jucá (PMDB-RR). Desta vez, a articulação seria para rejeitar a decisão da Primeira Turma do STF.



http://g1.globo.com/politica/blog/cristiana-lobo/post/senado-articula-para-barrar-decisao-do-stf-que-suspendeu-aecio.html


+ NOTÍCIAS


Copyright © 2017 - RADIO CHAMA VIVA